Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Passatempo "À Luz da Meia-Noite" (Resultados)

por Vitor, em 29.01.13

E aqui está a vencedora do passatempo À Luz da Meia-Noite, (seleccionada aleatoriamente com a ajuda do site Random.org):

 

- Margarida Vasconcelos

 

Parabéns à vencedora. O livro será enviada para a morada que indicou no respectivo mail (que nos enviou ao participar) assim que possível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:02

Capa do livro "Styxx" nos EUA

por Vitor, em 28.01.13

Aqui está a capa do livro Styxx, acabada de sair na página de facebook da Sherrilyn Kenyon.

 

 

Via

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:41

Passatempo - À Luz da Meia-Noite (Terminou)

por Vitor, em 26.01.13

O passatempo do livro À Luz da Meia-Noite terminou. Agradecemos todas as participações que houveram neste passatempo e que assim que tivermos os resultados, iremos postá-los.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Livros da saga "Predadores da Noite" na Alemanha

por Vitor, em 22.01.13

 

Via

Autoria e outros dados (tags, etc)

À luz da meia-noite [Opinião]

por sorayapn, em 18.01.13

 

 Sinopse:

 

Conheçam Aidan O’ Conner. Uma celebridade generosa que tudo oferecia e nada pedia em troca… até ser enganado pelos que o rodeavam. Agora Aidan nada quer do mundo ou sequer fazer parte dele.  Quando uma estranha mulher aparece à sua porta, Aidan sabe que já a viu antes… nos seus sonhos. Uma deusa nascida no Olimpo, Leta nada sabe do mundo dos humanos. Mas um inimigo implacável expulsou-a do mundo dos sonhos e para os braços do único homem capaz de a ajudar: Aidan. Os poderes imortais da deusa derivam de emoções humanas, e a raiva de Aidan é todo o combustível que precisa para se defender…   Uma fria noite de inverno irá mudar as suas vidas para sempre… 
Aprisionados durante uma tempestade de inverno brutal, Aidan e Leta terão  que conquistar a única coisa que os poderá salvar a ambos – ou destruí-los – a confiança. Conseguirão triunfar sobre todos os obstáculos?

 

Opinião:

 

'À luz da meia-noite' é aquele tipo de livros que nos prende da primeira palavra até ao último ponto final, da última página e nos faz querer recomeçar a ler a história uma vez mais.

Mas vamos por partes.

 

Capa:

 

Na minha humilde opinião e gosto pessoal, acho a capa lindíssima. É bonita, é romântica, é sedutora… mas é diferente de todas as restantes capas, dos restantes livros da saga já editados em Portugal. Por isso, concordo com a opinião geral da malta das redes sociais quando dizem que esta capa veio por assim dizer estragar a homogeneidade das restantes.

 

Nº de Páginas:

 

Ninguém, (pelo menos das pessoas com as quais em tenho contacto e que são seguidoras da saga, inclusive, pessoas que seguem os livros da autora em inglês) ficou contente e talvez um pouco descrente ao saber que este livro, uma das novidades mais aguardadas do mês de Janeiro, se não mesmo do ano (se não for mais, pelos fãs da saga, que desde Julho de 2012, que aguardam a edição de mais um livro), traz-nos apenas cento e setenta e seis páginas e não as habituais duzentas ou trezentas e tal.

Claro que, não é o número de páginas ou a capa, que faz com que o livro seja um Bestseller. Ajuda? Sim, mas não faz milagres. No entanto, e sei que é unânime, quando se trata de livros da Sherrilyn Kenyon, as páginas sabem-nos sempre a pouco. Verdade?

 

História:

 

Um livro maravilhoso, ao qual me faltam palavras para dizer o quanto gostei de ler cada palavra e quanto desta mesma história é tão real e tão presente nas nossas vidas.

Sherrilyn Kenyon é, e continua a ser para mim, a rainha dos romances paranormais. E o facto de nos fazer viver as suas histórias e identificar as suas mensagens em cada narrativa com aquilo que nos acontece no presente é prova mais do que justa do seu continuado reinado.

A magia das acções, o desenrolar vivo da história, os sentimentos e os acontecimentos que vão sendo dados ao leitor a cada capítulo faz-nos odiar, amar e desesperar com mais um imprevisto que nos arranca o fôlego e nos esmaga o coração. Para no momento seguinte nos arrancar um enorme sorriso dos lábios e nos fazer sossegar.

Esta história tem amor. Paixão. Raiva. Fúria. Desespero. Inveja. Amor. Humor… enfim, nada de novo, para os amantes de Kenyon.

Uma história completa em todos os aspectos. Esqueçam o número de páginas, este livro foi provavelmente a melhor experiencia literária que tive com tão pouco número de páginas.

 

No entanto, não estaria a ser fiel a mim mesma, se não mencionasse três coisas que a meu ver, poderiam e deveriam ser levadas em atenção.

Para grande tristeza minha, já no final da história, encontrei três nomes de personagens importantes, não só neste volume como em toda a saga, que não foram escritos no português de Portugal, mas sim no português do Brasil.

Sei que a editora obedece ao tão controverso AO, no entanto, a meu ver, como mera leiga no que a isso diz respeito, falando apenas como leitora assídua e super fã da saga. Não me faz qualquer sentido ler o nome de uma personagem de uma forma, em determinados livros, e, de outra noutros tantos.

 

Os nomes são:

Artemis que vem como Artemisa.

Styxx que vem como Estige

Daemons que vem como Daemones.

 

A todos os fãs da saga, este é daqueles livros que não vão querer de todo perder. E acrescento ainda que este ‘À luz da meia-noite’ voou direitinho para os primeiros lugares do meu ranking pessoal de leituras.

 

Boas leituras, Soraia

Autoria e outros dados (tags, etc)

Licença Creative Commons
A obra Predador da Noite de Predador da Noite foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Partilha nos Mesmos Termos 2.5 Portugal.
Com base na obra disponível em sagapredadordanoite.blogs.sapo.pt

Pág. 1/2




Sejam bem-vindos ao 1º blog português sobre a saga "Predador da Noite", de Sherrilyn Kenyon.

Status

Online desde: 10.08.2011
Staff: Vitor (Administrador), Primrose Eleanora Dare, AMB

Frase do Mês

«Não se chama "borracho" ao Acheron - disse Valério a Tabitha num tom severo. Ela resfolegou, literalmente. Como um cavalo. - Tu não chamas "borracho" ao Acheron porque bem, era doentio. Mas eu estou sempre a chamar-lhe "borracho".

Tabitha, Sedução na Noite



Contactos do blog

EMAIL
TWITTER
FACEBOOK


Predadores da Noite Portugal - Facebook


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Já nas livrarias